quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Post "diário" de fim de semana



Um pouco atrasada para falar do fim de semana, mas não poderia deixar passar...

Estou feliz! Posso dizer que me sinto assim e sem nenhum motivo aparente, apenas me sinto feliz (essa frase se encaixava perfeitamente no domingo à noite antes de eu saber que o programa de rádio que o meu grupo precisa fazer é para este fim de semana).

Senti como se tivesse deitado na sexta-feira e só acordado segunda de manhã, passei a maior parte do FDS dormindo, ahhh, como foi maravilhoso!!!!

Na sexta-feira quando saí do estágio o RU (Restaurante Universitário) já estava fechado, fiquei sem jantar. Fui assistir à primeira exibição do novo curta de Niu Batista "Do outro lado da porta" (quando eu tiver um trailler ou mais informações coloco aqui), é ótimo, tocante e possibilita inúmeras releituras. Depois de ver o vídeo fomos a um restaurante chinês. Eu já tinha experimentado comida chinesa, mas nunca em um restaurante, bem aconchegante por sinal (propaganda gratuita) a música é boa e dos garçons que trabalham lá, três são de Natuba (minha terrinha!!! *.*).
Depois do jantar, ao chegar em casa, fui falar com as meninas (as residentes com quem eu tenho mais contato, todas estavam no quarto de Mônica, a chefe da quadrilha). Apenas três frases foram pronunciadas.

_E aí galera_ falei na maior inocência.
_Marília chegou_ disse Andréa
_Pega ela!!!!!_Gritou Juliana.

Sai em disparada, elas estavam todas pintadas de azul, e me perseguiram pela casa inteira para me pintarem também. Consegui descer os dois andares e chegar até o quintal, mas elas eram muitas e conseguiram me pegar...

Foi ótimo, super divertido, apesar de eu não querer sujar minha roupa.


Sábado tranquilo.


Domingo batatinha frita no shopping, doritos com filme em casa.

Segunda-feira... Quero logo que chegue a sexta de novo!

2 Pensaram a respeito:

Mônica disse...

Realmente, foi muito bom o nosso fds! :)

Anônimo disse...

Marília,

Legal seu blog, obrigado por me adicinar em "seguir" - parabéns. O Brasil está precisando de jornalista novos, com novas idéias, que não se vendam aos editores. Espero que faça parte dessa safra de bons jornalistas que estão nas "encubadeiras"

Um abraço fraterno, Paulinho - do "blog do paulinho"