segunda-feira, 18 de julho de 2011

Confusões de Marília V

Como poderia uma azarada ter sorte? De forma alguma. E como diz o ditado, quem está na chuva é para se molhar, mesmo que esteja com guarda-chuva.

Na sexta passada São Pedro abriu as comportas do céu, ou a barragem foi feita por Zé Maranhão e estourou, porque haja chuva viu?? A tarde toda chovendo e a noite. Saí do estágio às 19h como todo dia, e fiz o mesmo caminho  de sempre, no domingo passado caiu uma chuva forte e foi o teste para minha bota - ela não passou - então no início do caminho ela já estava dando sinais de que molharia meus pés antes de chegar em casa, mas eu não imaginava que fosse tanto.

Na frente da C&A já dava para sentir o drama, um bueiro estourado na rua que sobe e os outros todos da rua principal, um super lago na rua, fiquei indo e vindo como um cachorro tonto. Não conseguia passar, voltava um pouco, atravessava, ia andando tudo de novo por outro lado. Sei que cheguei perto da guarita que libera os carros para estacionarem no parque da lagoa. Tinha um rio formado alí com toda a água da rua. Sem possibilidadades de atravessar. Então voltei todo o caminho. Pensei em ir pelas paradas de ônibus... Alagadas.

Atravessei a rua, fui pela parte interna da lagoa, enquanto a pista já estava alagada tbm, a água chegando na metade dos pneus dos carros, engarrafamento, os ônibus fumaçando sem aguentar a pressão... Continuei andando, a água estava invadindo a calçada e eu subi no meio fio e continuei andando... mais a frente não se sabia o que era lagoa, calçada ou pista, era tudo um aguaceiro só e eu fiquei com medo de cair dentro da lagoa e morrer.. claro.. O chão estava até cedendo em alguns lugares.

Voltei tooooodo o caminho de novo ¬¬' dessa vez estava mais cheio do que na vinda. Atravessar a rua foi um sufoco. As paradas de ônibus estavam alagadas também (e no meio de tudo isso eu nem consegui tirar uma foto porque a porcaria do celular ficou descarregando). Peguei o primeiro ônibus que passou, por sorte foi um 501, um desses ônibus de bairro que demoram horas para passar (hoje em especial, o motorista falou que demorou duas, porque estava tudo engarrafado desde Mangabeira... =O), e os motoristas desses ônibus são sempre mais gentis do que os das linhas que passam com mais frequência.

Mais de meia hora num ônibus para fazer um trajeto que eu faço em 15 minutos a pé... No caminho estava tudo alagado, do posto de gasolina até a saída para Bayeux era um mar só, os ônibus estavam fazendo desvio... A integração estava inundada também e a chuva só aumentava.

O motorista parou fora do ponto para que eu não tivesse que descer no 'lago' que se formou no Cassino da lagoa, em casa, já com o casaco molhado e calça totalmente molhados e a bota encharcada, a chuva foi diminuindo. Ainda troquei de roupa as pressas e fui tomar banho de chuva no quintal, já que a chuva tinha me molhado quando eu não queria... Então a chuva parou.

As meninas vieram olhar... já sabendo que "Sempre que Marília vai tomar banho a chuva para" ¬¬' Ainda abracei uma delas e a molhei toda também... Depois de um banho de verdade, jantar bom com o macarrão de Luana e devidamente agasalhada com casaco e tênis, fomos assistir "X-men First Class" e jogar "God of War"...

Tem como ser melhor? Teria... se o filme não tivesse travado bem no final! ¬¬'
 

3 Pensaram a respeito:

Ru disse...

eu não sabia se comentava nesse blog ou no outro, daí escolhi esse porque jogo God of War também.

tu conhece aquele pessoal da UFPB que fez a paródia de Oração pra pedir a reforma do campus? se conhecer, diga a eles que ficou fodelão.

Marília Domingues disse...

Gostei do porque escolheu este blog pra comentar... hahaha =P

Das pessoas que fizeram o clipe só conheço uma menina, que já estudou jornalismo comigo, antes de ir fazer Mídias Digitais, mas perdi o contato com ela.

Ficou legal mesmo e deu o que falar...

Volte sempre!

reflexão disse...

Tem muitos lugares do mundo que são criados lagos artificiais. Aqui em São Paulo. A capital, quando chove tem muitos lagos artificiais e o interessante que eles aparecem quando chovem. Choveu vemos os lagos artificiais aparecer. É uma das obras que os políticos eleitos fizeram com a contribuição da população que joga muito lixo nas ruas e rios. Então me parece que aí também tem lagos artificiais. Os políticos eleitos daí e a população são parecidas com as daqui.