quinta-feira, 25 de março de 2010

Dias de sol, dias de luz, dias de março...



Amigos, dias de sol infindáveis, férias prolongadas...

Sexta-feira, 19 de março, show de Pitty na praia de Cabo Branco. Energia boa, calor matando. Pra onde eu vou? Pra pólvora... no meio da galera pular... Mas o que seria de mim sem provas concretas que eu estive lá? Palavras e apenas palavras, melhor continuar nas palavras... Enfim...

Estava eu toda entretida filmando essa música estranha da Pitty quando duas meninas se atracaram (lado esquerdo do vídeo) isso pouco depois de uma outra briga num momento que eu estava com a câmera ainda desligada. Então no meio do furdunço todo, do povo pulando eis que um infeliz passa a mão no meu celular, e olha que eu estava bem agarrada nele, e mesmo assim o cara conseguiu levar.

Ahhh, perdi outro celular _ Pensei. Que nada, esse não! Só é o que eu lembro de ter pensado, o resto dos meus atos foram uma sequência que lembro perfeitamente, mas que não consegui raciocinar para agir na hora. Impulso, instinto, loucura? Chamem do que quiser, eu fiz e estou aqui para contar a história.

Assim que senti o celular escapar das minhas mãos, como em câmera lenta eu consegui ver o marginal que o tirava de mim e automaticamente lhe apliquei uma gravata, ele por ser maior e mais forte que eu adentrou a multidão comigo agarrada em seu pescoço (alguns pensavam que era uma briga), quando eu ia apoiar o outro braço para tentar sufocá-lo vi (não sei como, porque estava escuro) que ele passou o celular para outro cara. Automaticamente eu agarrei o segundo também, este pela camisa. Segurei os dois. Eu no auge dos meus 1,60m e 50kg... Agarrei que não tinha quem me fizesse soltá-los. Gritei, gritei como nunca... O assaltante fez cara de assustado para mim. Eu ainda vi o celular em sua mão e o agarrei pela camisa, com as duas mãos puxando-o e empurrando-o. Ele abriu os braços, mostrou o boné, disse que não estava com celular...

Aí eu caí em mim. Não com medo de que ele puxasse uma faca ou algo parecido, mas por ter perdido o celular... No mesmo momento um rapaz que estava atrás me entregou (o ladrão deixou cair na areia). Ai eu desabei, a descarga de adrenalina foi tão forte que tirou todas as minhas forças, então fiquei sem chão. Ajudaram-me a levantar. Olhei ao redor e não vi mais os marginais. Voltei tremendo, ainda sem acreditar no que tinha acabado de acontecer. Sai de onde tinha muita gente, fui para perto do meu pessoal.

Segunda vez que acontece, não é possível que eu não aprenda...

Tirando isso o resto da noite foi ótima, bati muito a cabeça, pulei horrores, vi Pitty cantar "Bad Romance" embora não tenha gravado porque ainda estava traumatizada..

Os dias de sol continuaram...

Falta o resto da galëre! Foto by Kemelly!
Aprendendo malabares. Foto by Téo

Arco-íris para fechar bem o dia


Meu primeiro dred
O mar visto do extremo oriental do Brasil!

Floresta... primeira parte


Detalhe para a minha encenação do "estamos perdidos no meio da mataaaa!" merecia um oscar... rsrsrs

O detalhe deste vídeo fica com a minha corridinha gritando e a cara de desaprovação do Téo!

2 Pensaram a respeito:

Mônica disse...

Mariiiiiilia!!!
Nooossa, eu queria mt ter visto vc segurando os dois caras!!! kkkkk Era lendo o texto e rindo!!!! Caralho!!! Sinto orgulho de você!!! Tá certo que vc foi meio louquinho, mas espero que vc tenha aprendido a deixar o celular em casa :P

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Informática Online. Daienne.